Conheça o pico: Hossegor

0
214
Hossegor, França.

Nota do editor: Reportagem originalmente publicada no dia 30 de setembro de 2016 e atualizada no dia 9 de outubro de 2017.

Enfin la France! Cafés à beira da praia e tubos arenosos! A primeira parada na França, em Hossegor, e seus beach breaks anabolizados é uma das favoritas do surfistas da WSL, e não é à toa. Com quase 10 quilómetros de costa atlantica exposta a swells de oeste e noroeste e um fundo que potencializa as ondulações, Hossegor é garantia de boas ondas.

Apesar de ser uma cidade pequena, Hossegor fica a menos de 40 minutos do centro turístico de Biarritz, o que acaba se traduzindo em crowd na água. Claro que em dias maiores (as ondas podem ficar bem grandes na França!) o número de surfistas na água diminui. A distância de Biarritz facilita bastante as coisas para os viajantes de outros países, já que a cidade conta com um aeroporto internacional.

Ondas elusivas

Quem está acostumado com surfar beach breaks sabe a importância de um bom fundo, que pode desaparecer ou aparecer de um dia para o outro. Agora some uma variação de maré que pode chegar aos 4 metros (no Brasil normalmente essa variação fica dentro de 1m) e você tem Hossegor. Dizem que se você ver uma onda, até estacionar o carro, colocar a roupa de borracha e entrar na água, e ela vai ter desaparecido. É tudo uma questão de estar no lugar certo na hora certa.

Uma direita quebra solitária em Hossegor, antes de desaparecer. Crédito: WSL
Uma direita quebra solitária em Hossegor, antes de desaparecer. Crédito: WSL
Competição

O Quiksilver Pro France acontece desde 2002, e foram três vitórias brasileiras ao longo desses 15 anos. Neco Padaratz inaugurou o evento vencendo Andy Irons, mas foram mais 9 anos até o Brasil voltar o topo do pódio na França com Medina em 2011 e de novo em 2015. O maior vencedor da etapa foi Mick Fanning (2007, 2009, 2010 e 2013).

O período de espera do Quiksilver Pro France 2017 começou no dia 7 e segue até o dia 18. O fuso horário da França tem uma diferença de 5 horas para a frente do horário de Brasília.

Conheça o pico: Lower Trestles 

COMPARTILHE