Marco Jay Luciano Occhilupo, conhecido por todos como Occy, hoje em dia é reverenciado como uma lenda do esporte e campeão mundial de 1999. Mas você sabia que no começo dos anos 90 Occy sofreu de um transtorno psicológico que o deixou longe das ondas por mais de um ano? Com a ajuda da esposa e do filmmaker Jack McCoy, Mark deu a volta por cima – perdeu mais de 30 quilos – e conquistou o título máximo do surf.

Nascido nos anos 60 em Sydney, na Austrália, Occy teve como principal inspiração Tom Carroll – outro estiloso goofy-footer de Sydney. Mark rapidamente ficou conhecido por seu surf cheio de power e seu backside afiado, principalmente nas ondas de Bells, na Austrália, e Jeffreys Bay, na África do Sul.

Mark Occhilupo: Backside attack em J-Bay. Foto: Karen / WSL

Apesar de seu biotipo grande, Occy sempre foi um cara tranquilo e querido por todos. Infelizmente em 1987 o australiano começou a mostrar sinais de bipolaridade. Em poucos meses Mark comprou e vendeu diversos imóveis, tentou morar no Hawaii, anunciou que estava se aposentando do surf, voltou a competir e desistiu novamente. Seu vício em álcool e cocaína não eram segredo, e uma reportagem da revista Surfer afirmou que ele havia gasto U$ 40 mil em cocaína em apenas três meses.

Apesar dos problemas que enfrentou, Occy sempre foi mais conhecido pela seu estilo e irreverência. Foto: Kirk Flintoff

No início dos anos 90, Occy se mudou para a casa dos pais e ganhou peso. Durante os próximos anos, disputou algumas etapas sem conseguir manter qualquer tipo de consistência, até parar de surfar e chegar aos 115 quilos. Ao se casar com Beatrice Ballardie, Occhilupo passou a fazer terapia e voltar a surfar. Em 1997, Mark conseguiu finalmente competir durante o ano todo – algo que não fazia desde 1987 – e terminou somente atrás de Kelly Slater (campeão daquele ano). Aos 33 anos e depois de vencer 3 dos 13 eventos do tour (Tahiti, Fiji e Espanha), Mark Occhilupo vencia o título mundial de surf de 1999.

Foto: WSL

Uma das figuras mais admiradas do surf, Occhilupo apareceu em quase 75 filmes. O australiano se aposentou do surf profissional em 2005, mas continua atuando como apresentador de TV e comentarista.

Foto de capa: Kommunity

COMPARTILHE